Texto

     Aquele que crê possuir a verdade erra em não se preocupar em procurá-la.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Fábio de Oliveira denunciado por improbidade

A Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público de Ubiratã (96 km de Campo Mourão) apresentou ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito da cidade, Fábio de Oliveira D’Alécio, o secretário municipal deAdministração Neri Wanderlind e seu filho, Vitor Mayer Wanderlind, e o responsável pelo setor de Licitações do Município, Rubem Pedro do Amaral. O MP sustenta que o secretário Neri Wanderlind constituiu uma empresa com o filho como sócio. Pior, essa empresa participou de diversas licitações promovidas pela prefeitura, tendo sido vencedora de procedimentos licitatórios que representam a R$ 129.827,00 de verba pública. A Promotoria requer, liminarmente, o afastamento de Neri do cargo. Além da ação por improbidade, o MP propôs denúncia criminal contra o secretário e o filho, com encaminhamento de cópia dos documentos à Procuradoria-Geral de Justiça, para que seja apurada a responsabilidade penal do prefeito no caso. Uma condenação por improbidade pode levar a sanções como a perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, devolução dos valores gastos indevidamente ao erário e pagamento de multa. Do Bonde

0 Comentários: