Texto

     Aquele que crê possuir a verdade erra em não se preocupar em procurá-la.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Prefeitura mantém lixão clandestino

Por Ângelo Rigon


A Prefeitura de Maringá mantém um lixão clandestino em Iguatemi; no local, que fica no meio da mata, ao final da estrada que leva à fazenda experimental da UEM, há um portão mas nenhuma identificação de que se trata de depósito. De acordo com o administrador do distrito, João Borri, para lá é levado o lixo orgânico, resultado da varrição de rua, enquanto o lixo doméstico viria para Maringá. Não é, porém, o que se constata visitando o local, onde estive no domingo passado, alertado por um leitor: há todo o tipo de lixo, inclusive os indefectíveis sofás. O local é uma pedreira (não se sabe se existe lavra autorizada), de onde é retirado cascalho. Há dois espaços distintos; num deles, o lixo colocado parece ter sido compactado ao longo de meses e tem uma altura considerável em relação ao fundo da pedreira (cerca de 3 metros). Oficialmente, porém, a administração não possui mais nenhum local para depósito de lixo,segundo confirmou o setor de coleta da Secretaria de Serviços Públicos. Hoje em Maringá o lixo é depositado na Pedreira Ingá. Segundo o administrador do distrito, o lixão existe há vários anos. Na Semusp, a informação é de que não há lixões nos distritos.

O Instituto Ambiental do Paraná também não tem conhecimento do lixão e o escritório regional do órgão vai averiguar in loco, a partir desta denúncia feita no blog. (Veja no Google a localização

0 Comentários: