Texto

     Aquele que crê possuir a verdade erra em não se preocupar em procurá-la.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Saúde de Qualidade: A população de Sarandi merece e tem direito

A Prefeitura de Sarandi prevê para o dia 19 de abril a inauguração da Unidade Municipal de Pronto-Atendimento (UPA). Os funcionários que atuarão no local já começaram a receber treinamento para desenvolver as ações na unidade. À espera da nova estrutura, os usuários do sistema público de Saúde cumprem a rotina de chegar de madrugada aos postos de saúde para pegar ficha de atendimento. Na fila de espera, alguns cidadãos criticam o modelo, outros se dizem satisfeitos. Reclamam, apenas, do horário que precisam chegar para conseguir a senha para serem atendidos.

O prefeito de Sarandi, Carlos Alberto de Paula Júnior (PDT), declara que a maioria dos pacientes que vai de madrugada é porque quer determinado médico. "Mas com clínicos gerais, tem atendimento todos os dias", explica. Ele adianta que vai contratar mais médicos para o programa Saúde da Família e isso conteria a demanda. "Hoje temos quatro equipes, mas só uma com médico. Precisamos de mais três médicos, vamos abrir concurso. O salário será de R$ 9 mil", anuncia. “Vamos prestar o serviço de qualidade que a população Sarandiense merece e tem direito”, disse Carlos de Paula em entrevista. 

Enquanto a administração busca soluções para o sistema, a UPA começa a ser equipada. "Todos os equipamentos já foram licitados. A UPA terá quatro leitos com todos os aparelhos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para estabilizar pacientes", comenta o prefeito. Ele revela, no entanto, que os leitos não serão utilizados para internamento. De Paula garante que todos os equipamentos serão de última geração e vão garantir a qualidade no atendimento ao público. Um exemplo citado são as camas automatizadas das salas de repouso. Ontem, a unidade recebeu um aparelho de raios-X digital. Um investimento de R$ 95 mil.

O prédio da UPA de Sarandi tem 948 metros quadrados de área construída, a obra custou R$ 1,4 milhão. O custeio mensal será feito pelos governos federal, estadual e municipal. Com capacidade para realizar 400 consultas por dia, a UPA funcionará 24 horas por dia, 7 dias por semana.

0 Comentários: