Texto

     Aquele que crê possuir a verdade erra em não se preocupar em procurá-la.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Justiça decreta prisão preventiva de vereadora

A Justiça decretou, ontem à tarde, a prisão preventiva da vereadora Ana Maria de Holleben (PT), de Ponta Grossa, que está detida em flagrante desde quarta-feira, acusada de simular o próprio sequestro. Ainda nesta sexta-feira, a parlamentar foi transferida da 13ª Subdivisão Policial (SDP) para um alojamento no posto do Corpo de Bombeiros do Bairro Nova Rússia. A prisão foi decretada pela juíza Daniela Flávia Miranda e, segundo o delegado Danilo Cesto, chefe da 13ª SDP, a vereadora poderá ficar detida até o julgamento do processo.

Jorge Sebastião Filho, um dos advogados contratados pela família de Ana Maria, disse que a defesa ainda não foi informada oficialmente da decisão judicial, mas, assim que isso ocorrer, pretende entrar com um pedido de habeas corpus junto ao Tribunal de Justiça (TJ), em Curitiba. A possibilidade de a vereadora passar o fim de semana presa é grande, devido ao recesso do Judiciário. “Mas o TJ também atua em plantão”, contrapõe o advogado.

Mesmo recebendo visitas constantes de familiares enquanto esteve na sala da 13ª SDP, Ana Maria não deu declarações à autoridade policial. “Eu verifiquei que ela está em condições de prestar depoimento, mas os advogados alegam que a vereadora ainda está sob efeito de medicamentos. Acredito que ela só vai falar em juízo. Para concluir o inquérito, só falta a oitiva dela para sabermos a motivação do autossequestro e o possível envolvimento de outras pessoas”, afirmou o delegado.

Fonte: Diário dos Campos
Foto: Fábio Matavelli

0 Comentários: