Texto

     Aquele que crê possuir a verdade erra em não se preocupar em procurá-la.

sábado, 26 de janeiro de 2013

Preso em Sarandi suspeito de duplo homicídio

Suspeito de ser o autor de um duplo homicídio ocorrido dia dois passado, em Sarandi, o desempregado Maycon da Silva Dearo, 21 anos, conhecido como "Zé Galinha", foi preso, na sexta-feira (25), pela Polícia Civil.

Na casa de um amigo dele, os agentes apreenderam três pistolas 9 mm; 108 munições; quatro pentes para munição - um deles com capacidade para trinta cartuchos -, luneta e facas de caça. Em outra busca, desta vez na casa de Dearo, os policiais encontraram oito galos de briga e seis pássaros silvestres.

Segundo o delegado de Sarandi, Reginaldo Caetano da Silva, Dearo teve a prisão preventiva decretada, depois que duas testemunhas o apontaram como sendo o autor dos disparos que mataram os jovens Maicon Deivid dos Santos Camargo, 17, conhecido como "Diguinho", e Wellington Pereira Pacheco dos Santos, 16, o "Totoca".

A mãe de Maicon, a dona de casa Simone Pacheco dos Santos, 37, que presenciou o crime, apontou Dearo - que era colega do filho dela - como autor dos disparos. Outra testemunha, cuja identidade é mantida em sigilo, também apontou Dearo como sendo o assassino.

Alertado de que estava sob investigação, Dearo se apresentou, dias depois, na delegacia e negou a autoria do crime. Na ocasião, afirmou que não conhecia os adolescentes, nem tinha qualquer tipo de desavença com eles.

"Ele entrou em contradição, uma vez que a família de Maicon confirmou que os dois se conheciam e conversavam com uma certa frequência", frisa o delegado. A motivação do crime ainda é uma incógnita, mas suspeita-se que os jovens - que eram usuários e pequenos revendedores de entorpecentes - foram mortos por alguma desavença financeira envolvendo o tráfico ou consumo.

Ontem pela manhã, Dearo foi visto conversando com o ex-presidiário Eberson Jesus de Sá, 24, conhecido como "Febem". Ao notar a aproximação dos investigadores, os dois fugiram por direções opostas.

Após capturar Dearo, os policiais retornaram à casa de Sá e encontraram três pistolas calibre 9 mm, além de farta munição do mesmo calibre. O material estava escondido dentro de um armário que Sá utilizava para guardar as roupas do filho recém-nascido dele.

A companheira de "Febem", Daiana dos Santos Miguel, 19, foi presa e levada à delegacia. A polícia suspeita que uma das armas tenha sido utilizada para matar os adolescentes. As pistolas serão encaminhadas para exame de confrontação balística.

Na casa de Dearo, os policiais encontraram oito galos de briga e seis pássaros silvestres, que eram mantidos em cativeiro. As aves foram apreendidas pela Polícia Ambiental, mas um impasse entre a instituição e o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que se prolonga desde novembro de 2011, impediu a lavratura das multas ambientais.

Fonte: O Diário

0 Comentários: