Texto

     Aquele que crê possuir a verdade erra em não se preocupar em procurá-la.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Corrida presidencial: Aécio larga na frente em MG

Pesquisa EM Data/Ufla/MDA mostra que se dependesse somente dos votos dos mineiros, o senador do PSDB seria o próximo presidente da República

A maioria dos mineiros gostaria de ver o senador Aécio Neves (PSDB-MG) na Presidência da República. É o que mostra pesquisa do EM Data/Ufla/MDA feita entre os dias 12 e 15 com 2.006 entrevistados no estado. Na disputa pela sucessão da presidente Dilma Rousseff (PT), o tucano vence a petista em Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral do país, nos dois cenários pesquisados, por uma diferença de 10 pontos percentuais – tendo como terceiro o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB) ou a ex-senadora Marina Silva (PSB). Na simulação de segundo turno, Dilma só perde no estado para Aécio. A margem de erro da pesquisa é de 2,1 pontos percentuais para mais ou para menos. Na pesquisa estimulada de votos para presidente, Aécio aparece com 46,6% das intenções de voto, contra 35,4% de Dilma Rousseff. Eduardo Campos teria 6,6%, enquanto 7,4% dos eleitores não escolheram nenhum dos nomes ou optaram pelo voto em branco ou nulo e 4% não sabem ou não responderam. Quando o nome do PSB à Presidência é o de Marina Silva, Aécio aparece na frente com 43,8%, Dilma continua em segundo, com 33,8%, e a ex-senadora tem com 13,2%. Nesse cenário, 5,4% dos entrevistados não escolheram ninguém, branco ou nulo e 3,7% não sabe ou não responderam.

O levantamento fez cinco cenários de segundo turno em Minas. Nos três em que Aécio aparece, ele vence a disputa, com menos facilidade quando a adversária é Dilma: o tucano seria eleito com 50,1% das intenções de voto, contra 37,5% da petista. Se a disputa fosse entre Aécio e Marina, o presidente do PSDB venceria com 62,1%, contra 22,4% da ex-senadora. O cenário mais fácil para o tucano é o de enfrentar Eduardo Campos, no qual Aécio aparece com 67,5% e o socialista com 11,7%. Sem o senador mineiro no segundo turno, Dilma seria reeleita nos dois cenários pesquisados. A presidente venceria Eduardo Campos por 50,8% a 24,1% e ganharia de Marina Silva. Nessa hipótese, Dilma aparece com 47,9% e Marina com 32,2%.

O diretor da MDA Pesquisa, Marcelo Costa Souza, considera natural que todas as simulações mostrem vantagem para o senador Aécio Neves em Minas Gerais. “É um pouco natural por ele ser mineiro e ter deixado o governo com altos índices de aprovação. Por outro, o percentual que ele tem hoje é bem inferior ao que teve em 2006 (quando se reelegeu) e ao do governador Anastasia em 2010”, disse. Essa queda, segundo o pesquisador, pode ser explicada por se tratar de uma disputa diferente (antes as eleições eram para governo e agora para presidente).

Avaliação
A pesquisa mediu também a avaliação do governo Dilma Rousseff entre os mineiros, que é positiva para quase 80% dos entrevistados. Para 40,1%, a gestão da petista é regular, 30,6% consideram que ela faz um bom governo e 6,4% afirmam que sua administração é ótima. Já para 21,9% dos mineiros ouvidos, a petista tem uma atuação ruim ou péssima. Menos de 1% não soube responder.

No levantamento, os eleitores também responderam sobre suas preferências partidárias. No estado, 62,3% declararam não se identificar com nenhum partido. Apesar de um tucano ter a maioria das intenções de voto para presidente, o PT apresentou 14,3% da preferência, praticamente três vezes mais do que os 5% contabilizados para o PSDB.

0 Comentários: